Novo tratamento menos invasivo é desenvolvido para pulpite

COLLEGE PARK, Md., EUA: Pulpite, uma inflamação comum da polpa do dente, é um problema de saúde global. No entanto, tratamentos para a pulpite são agressivos, caros, doloridos e ultrapassados, de acordo com pesquisadores americanos. Os cientistas desenvolveram uma técnica menos invasiva que usa nano partículas para levar agentes terapêuticos até a polpa. Eles acreditam que este novo tratamento pode revolucionar a forma de tratamento da doença.

Para medicar localmente na polpa os pesquisadores da Universidade de Odontologia de Maryland anexaram o medicamento a nano partículas feito de substâncias magnéticas, como ferro, e direcionaram-nas pelos túbulos dentários até a polpa usando fortes campos magnéticos.

De acordo com os pesquisadores experimentos preliminares em dentes humanos extraídos demonstram que o sistema de matrizes magnéticas, que são efetivos tanto em dentes do maxilar quanto da mandíbula, levaram as partículas até a câmara pulpar em aproximadamente 30 minutes. Ainda que as nano partículas sejam muito pequenas elas conseguem levar uma dose efetiva de medicamento.

A técnica poderia se usada para tratar inflamações da polpa, levando medicamento esteroide. Pode também se mostrar efetivo para outras condições que afetam os dentes, como a sensibilidade ou abcessos, sugerem os pesquisadores. Por exemplo, antibióticos e anestesias locais podem ser usados.

Atualmente os pesquisadores tentam determinar o melhor tamanho para as nano partículas e o biorevestimento mais compatível. Os experimentos mostraram nano partículas cobertas de amido não foram atacadas pelo sistema imunológico.

Fonte: Dental Tribune

0 comentários

Deixe um comentário!

For spam filtering purposes, please copy the number 1309 to the field below: